A importância da Marca e seu uso indevido

20 de dezembro de 2019

A marca é um sinal distintivo que exerce papel preponderante para o aspecto financeiro e econômico da empresa. É sabido que muitas pessoas “compram marcas” e não produtos ou serviços. Por isso, criar uma marca forte e investir nela é investir no progresso dos negócios. Não basta a boa qualidade dos produtos/serviços. É preciso colocar na mente dos consumidores a marca. E para se ter uma marca sólida tornam-se necessários altos investimentos em marketing e publicidade: só assim, o consumidor, ao se deparar com a marca, lembrará logo da procedência e da natureza do produto ou serviço. Para fixar a marca na mente dos consumidores, é preciso considerar certos fatores determinantes como a unicidade, a reputação e a consistência no uso.

Não basta criar e promover uma marca. De nada adiantam os altos investimentos na marca, se esta não for registrada. Marca não é somente marketing. Marca não é somente publicidade. No universo concorrencial em que vivemos, às vezes é mais fácil imitar que criar. Leva-se muito tempo para tornar um sinal distintivo competitivo, por isso certas pessoas (usurpadores) preferem utilizar-se de um sinal já conhecido e que domina o mercado a despender esforços na criação de uma marca. Os usurpadores, então, exploram a marca como se esta fosse de sua propriedade, auferindo os lucros que esta lhes proporciona por já ser uma marca consolidada, caracterizando, assim, o uso indevido de marca. Esta situação gera sérias conseqüências, as quais podem ser amenizadas se o sinal distintivo estiver registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Portanto, contrate um profissional especializado na área de Propriedade Intelectual para providenciar o registro, acompanhamento do processo, monitoramento e prestar todo o suporte necessário de proteção à marca.

s